Proposta Pedagógica

Nossa proposta pedagógica se baseia no Movimento Maker, que traz a concepção de “colocar a mão na massa” e no ditado de “é na prática que se aprende”.  A palavra Maker, inclusive vem do inglês e significa “fazer” e tem uma relação direta com o termo “faça você mesmo”(ou do inglês DIY ou do it yourself).

No princípio da Cultura Maker a criança é estimulada a realizar projetos, buscar soluções, inventar, criar e aprender fazendo, em projetos interdisciplinares, que despertam o aprendizado constante.

Estes conceitos e princípios do Movimento Maker estão profundamente relacionados com a teoria educacional do construtivismo. Educadores como Maria Montessori, Friedrich Fröbel, John Dewey e outros, promoveram o uso de objetos físicos (concretos) e ferramentas na educação.

Introduzir a filosofia de como ser um “Criador/Fazedor”, estimula o aprendizado ativo e promove o explorar, o criar, o inovar – todas as habilidades essenciais e valiosas para a aprendizagem e a sociedade.

Criamos diferentes espaços de aprendizagem que proporcionam novas experiências ativas. O objetivo de criar esses espaços é garantir um ambiente personalizado, em que os alunos expressam toda a sua criatividade e participam de experiências e projetos interdisciplinares, o que traz benefícios a curto, médio e longo prazo.

Para os professores e educadores em geral, o movimento criador se alia às inclinações naturais das crianças e ao poder de aprender fazendo. Ao adotar as atividades do projeto, os educadores podem renovar as melhores práticas de ensino centradas no aluno para envolver a todos, em todas as idades.

Construir coisas deixa as crianças animadas com os assuntos abordados. Isso apaga a linha entre educação e diversão; as duas se complementam e se misturam. O objetivo é fazer com que as crianças vejam que aprender é um mundo de oportunidades criativas.

Considerando que, na Educação Infantil, as aprendizagens e o desenvolvimento das crianças tem como eixos estruturantes as interações e a brincadeira, asseguramos ás crianças seus direitos de conviver, brincar, participar, explorar, expressar-se e conhecer-se.

Partimos do princípio que aprender não é memorizar, e ensinar não é repassar conteúdos prontos e nessa concepção, o ato de aprender ganha um sentido novo. Por isso, o processo de aprendizagem na nossa escola acontece através de PROJETOS, atendendo as crianças desde o berçário até os 5 anos e 11 meses.

Trabalhar com Projetos implica ensinar de uma forma diferente, levando em consideração como as crianças pensam e aprendem e partindo sempre do que elas já conhecem sobre si, sobre o mundo e sobre o outro.

O foco de um Projeto nunca é seu produto final, mas todo o caminho que a criança percorre para chegar lá.

O Projeto nasce da curiosidade e da vontade, portanto seu tema tem sentido para a criança. Através dele, nossos alunos não aprendem apenas sobre o tema escolhido; aprendem muito além disso: aprendem a perguntar, a cooperar, a pesquisar, a respeitar, a ouvir o outro e não serem donos absolutos da verdade, o que os torna capazes de transformar ideias em realidade, agir com criatividade na solução de problemas e aprenderem a lidar melhor com erros e frustrações.

Além disso, contamos com Shantala e Yoga, dentro do currículo e ainda Ballet, Judô e Natação, como atividades extracurriculares.

Enfim, nossas crianças vivenciam procedimentos fundamentais para terem sucesso em muitas situações de suas vidas!