Proposta Pedagógica

Acreditamos no amor, na generosidade, na confiança, no respeito entre todos que em nossa escola habitam e na ação conjunta de família e escola. Queremos formar gente que ama gente, gente que respeita o outro, gente que se preocupa com o mundo.

E dentro dessa crença, baseamos nossa proposta pedagógica numa perspectiva inspirada nas fases de desenvolvimento humano e seguindo um paradigma construtivista.

A Projeto Aprender é uma escola de construções. Do construir conhecimento progressivamente e com liberdade a partir da interação com o mundo que nos rodeia, mundo esse das interações entre pessoas, entre cidades, entre culturas, entre famílias, entre crianças. Do agir e refletir sobre ações.

Queremos dentro dessa proposta fazer com que o conhecimento circule e vá acontecendo de forma individual e coletiva, sintonizado com o mundo em constantes transformações.

Para tanto, criamos espaços e oportunidades para que nossas crianças, a partir do movimento , das brincadeiras,  das relações com os adultos e com outras crianças, da experimentação do mundo em que vive e age, desenvolvam suas capacidades, formem conceitos, criem hipóteses, selecionem ideias, estabeleçam relações lógicas, integrem percepções e se socializem.

 

No mundo globalizado em que vivemos, o inglês já virou pré-requisito para uma vida sem fronteiras.E por isso, os benefícios da educação bilíngue tem sido demonstrados através de diversos estudos científicos e de aplicação prática, especialmente com os pequenos. É comprovado que a criança bilíngue tem mais conexões cerebrais, o que melhora o raciocínio e também a criatividade. As possibilidades aumentam não só no âmbito cognitivo, mas ampliam-se na comunicação e compreensão do mundo.

Na nossa escola, todos os dias, desde o berçário, nossas crianças tem imersão na língua inglesa, e através desta, aprendem a segunda língua da mesma forma que aprendem a língua mãe. Por vivenciarem experiências significativas dentro do cotidiano, além de aprenderem a pensar e falar o inglês, constroem uma relação de prazer com o idioma.